O Ácaro da Lichia

Não deixem de conferir o novo documentário do Planeta Ácaro.

 

 

LICHIA

.

Documentos Técnicos do Instituto Biológico:

Ácaro Aceria litchii (Keifer) (Prostigmata: Eriophyidae) nova praga da lichieira no Brasil – agosto 2011 (LINK)

 Por: Adalton Raga, Jeferson L. de Carvalho Mineiro, Romildo C. Siloto

!!!NÃO DEIXE DE CONFERIR!!!

……………………………………………………………………………………………………………………………..

……………………………………………………………………………………………………………………………..

Foto: http://www.lichias.com

.

Chamada de rainha das frutas em alguns países, a fruta ainda é pouco consumida no Brasil.

Considerada a fruta nacional da China, de onde é originária, a lichia ainda é pouco conhecida no Brasil, mas, de um tempo para cá, começa a ganhar mais espaço entre as frutas consumidas pelos brasileiros nesta época de final de ano.

A lichieira é uma árvore de grande porte, podendo atingir até 12 metros de altura e se adapta bem a diversos tipos de solo, desde que seja profundo e bem drenado. Trata-se de uma cultura de clima subtropical, porém apresenta certa tolerância a geadas não muito rigorosas. A produção comercial de frutos tem início, em média, a partir do quinto ano após o plantio das mudas e por ser uma planta de grande longevidade pode produzir por mais de cem anos. A floração tem início entre junho e julho, seguido pelo aparecimento da fruta verde entre agosto e setembro, finalizando com o amadurecimento e colheita entre novembro e dezembro.

Este ciclo de produção pode sofrer variação de um a dois meses, de acordo com as condições climáticas da região. A produtividade média varia de 40 a 50 quilos anuais por planta. No Brasil, são conhecidas três variedades de lichieiras: “americana” – sua produção se apresenta uniforme, porém sem formação de cachos , o que dificulta a colheita e diminui a produção; seu fruto possui casca menos rugosa , sabor mais adocicado e um caroço bem pequeno, o que torna a lichia americana mais atraente ao paladar; “brewster” – como a americana, sua produção é uniforme por toda a árvore, porém em maior quantidade e a casca de seu fruto é mais rugosa e seu caroço maior; e “bengal” – esta é a grande produtora de lichia , sua produção ocupa a árvore toda , formando cachos que podem superar três quilos e seus frutos são semelhantes aos da brewster , porém um pouco maiores.

Do ponto de vista comercial, a lichieira do tipo bengal é a mais atraente, pois na fase adulta pode atingir até 300 quilos de frutas por ano. A rusticidade da lichieira a torna bastante resistente a doenças.

Quanto às pragas, eventualmente podem ocorrer brocas de tronco, ácaros e abelhas nos frutos.

Fonte: www.jornalentreposto.com.br

 

 

O Ácaro da Lichia

Os sintomas são conhecidos nas regiões onde ele é mais conhecido como erinose. A ataque dá-se nas brotações, de maneira que ele é mais preocupante em épocas favoráveis ao crescimento vegetativo, embora ocorra o ano todo. A literatura internacional cita que sua disseminação pode-se dar pelo vento, abelhas, pássaros e até mesmo pelo homem. O controle é feito com vistorias periódicas e eliminação da parte afetada com sintomas de bolha na parte superior da folha e o crescimento aveludado marrom na inferior, que dependendo da intensidade pode afetar ambas as páginas. Os danos podem ser visualizados também nas inflorescências comprometendo a produção. Na literatura encontra-se indicação de que o tratamento deve ser completado com a utilização de acaricidas, mas infelizmente, no Brasil, não temos produtos registrados para a cultura.

Nos meses de julho e agosto de 2007 no Estado de São Paulo, este ácaro foi observado no município paulista de Tambaú e Casa Branca, em 2009 em Mogi-Guaçu. O primeiro relato de A. lichiii em lichieira no Brasil foi em abril de 2008 no município de Limeira em pomar comercial de variedade Bengal com 13 anos de idade. Nas 3.000 plantas do pomar, todas apresentavam sintomas do ácaro (RAGA et al., 2010).

Aqui vão algumas fotos dos sintomas da erinose e do ácaro da lichia Aceria litchii (Keifer).

Sintomas da erinose nas folhas e ramos.

Vendo um pouco mais de perto.

Vendo o sintoma da erinose mais de perto ainda.

.

Ataque do ácaro A. litchii no fruto:

.

O ácaro A. litchii visto no microscópio (aumento de 100x):

.

O ácaro mais de perto.

Vídeo 1 sobre o ácaro da lichia.

Vídeo 2 sobre o ácaro da lichia.

Vídeo 3 sobre o ácaro da lichia.

REFERÊNCIAS

RAGA, A.; MINEIRO, J.L. de C.; SATO, M.E.; MORAES, G.J.; FLECHTMANN, H.W. Primeiro relato de Aceria litchii (Keifer) (Prostigmata: Eriophyidae) em plantas de lichia no Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura. v. 32, n. 2, 2010.

About these ads
Esse post foi publicado em A Lichia, Fruticultura e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para O Ácaro da Lichia

  1. M.Cristina M. Rezende disse:

    Gostaria de saber se não há meio de combater essa doença. A árvore doente deve ser arrancada? Obrigada

    • ECO disse:

      Olá. Existem várias formas de combate ao ácaro. A principal é a poda dos ramos doentes. A aplicação de enxofre tem sido satisfatória. Visite o site do lichias.com e lá eles vão ter muitas informações.
      Jamais derrubar a árvore. Aceite o desafio. Boa sorte.

  2. Francisco Muraca disse:

    Tenho 03 pés de lichia em minha propriedade em Indaiatuba/SP, estou combatendo está doença, intercalando aplicações de malatol ( malathion ) e enxofre. Eliminar os galhos doentes e queimá-los. Após aplicar malation e 05 dias depois enxofre. aguardar 05 dias e repetir este tratamento até desaparecimento dos sintomas. Fazer demais aplicações para manter controlada esta doença. este tratamento é muito eficaz. espero que todos tenham um bom resultado. abraço à todos.

  3. joao da rocha disse:

    Francisco, muito obrigado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s