Mecanismos de Ação dos Agroquímicos

!!!EM BREVE MAIS INFORMAÇÕES!!!

Mecanismos de Ação dos Agroquímicos

A grande maioria dos produtos utilizados atualmente para o controle de pragas pertence à categoria dos neurotóxicos (96% da produção). O principal alvo de ação dos inseticidas é o Sistema Nervoso.

O sistema nervoso é formado por células nervosas ou neurônios, que são formados por corpo celular e axônio.

As regiões de comunicação entre os neurônios é a sinapse, ou mesmo entre neurônios e células musculares e epiteliais glandulares.

Sinapses nervosas são os pontos onde as extremidades de neurônios vizinhos se encontram e o estímulo passa de um neurônio para o seguinte por meio de mediadores físico-químicos, os neurotransmissores. As sinapses ocorrem no contato das terminações nervosas (axônios) com os dendritos.

.

Piretróides, DDT e análogos:

-cipermetrina

-lambdacialotrina

-permetrina

-betaciflutrina

-ciflutrina

-deltametrina

-alfacipermetrina

-esbiothrin

São inseticidas que agem nos canais de sódio.

Afetam o tempo de abertura de canais de sódio da membrana do axônio.

Morte do inseto por hiperexitação.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Oxadiazinas

São inseticidas bloqueadores de canais de sódio.

Mantém os canais de sódio fechados, bloqueando a passagem dos ions Na+ para o interior do axônio.

Morte do inseto por paralisia.

.

Organofosforados e Carbamatos

Organofosforados: diclorvós, diazinon, clorpirifós, malathion, methidathion.

Carbamatos: propoxur, bendiocarb, carabaryl, aldicarb.

Inseticidas inibidores de acetilcolinaesterase.

Organofosforados e Carbamatos impedem a hidrólise de acetilcolina.

Morte do inseto por hiperexitação.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Nicotina e Cloronicotinóis

São agonistas do neurotransmissor acetilcolina e competem pelos seus receptores.

Não são suscetíveis à hidrólise por acetilcolinaesterase.

Morte do inseto por hiperexitação.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Spinosinas

Inseticidas que agem nos receptores de acetilcolina.

São agonistas do neurotransmissor acetilcolina.

Não competem pelos seus receptores de acetilcolina.

Não são suscetíveis à hidrólise por acetilcolinaesterase.

Morte do inseto por hiperexitação.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Avermectinas e Milbemicinas 

Agonistas (imitam) do GABA. Ligam-se aos receptores GABA, estimulando o fluxo de Cl para o interior da membrana.

Bloqueia a transmissão do estímulo nervoso.

Morte do inseto/ácaro por imobilização, paralisia.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

BHC, Ciclodienos, Fenilpirazóis e Fipronil

São antagonistas de GABA. Ligam-se aos receptores de GABA, suprimindo o fluxo de Cl para o interior da célula do axônio.

Morte do inseto por hiperexitação.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Benzoilfeniluréias, Buprofezina

Inseticidas Reguladores de Crescimento de Insetos.

Inibidores da formação de cutícula (Biossíntese de quitina).

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Pyriproxyfen e Methoxyfenozide

Inseticidas reguladores do crecimento de insetos.

 

Pyriproxyfen:

Juvenóides: são análogos dos hormônios juvenis.

Afetam a embriogênese (efeito ovicida).

 

Methoxyfenozide:

Ecdisteróides: agonistas (imitam) da ecdisona dos insetos.

Insetos entram em muda prematura e letal.  

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Pyridaben e Fenpyroximate

Inseticidas inibidores de transporte de elétrons (sítio I).

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Hidramethylnone

Inseticidas inibidores de transporte de elétrons (sítio II).

Isca gel para baratas.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Óxido de fenbutatin, Cihexatin, Azociclotin, Diafentiuron e Dinocape

Inseticidas inibidores de fosforilação oxidativa.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Chlofenapyr

Inseticidas inibidores de fosforilação oxidativa, via desacoplamento prótons hidrogênio da mitocôndria.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Propargite

Inibidores de ATPase  mediado por íons magnésio na mitocôdria.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Spirodiclofen e spiromesifen

São novos acaricidas/inseticidas desenvolvidos dentro da nova classe de químicos que agem na biosíntese de lipídeos.

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

.

Bacillus thuringiensis var. Israelensis (sorotipo H14) e Bacillus sphaericus

Desintegradores da membrana do mesêntero.

Cristal protéico de delta-endotoxina quando hidrolisado pelo inseto causa desintegração das microvilosidades e das membranas do mesêntero (tubo digestivo).

Imagem: IRAC (http://www.irac-br.org.br/).

Referências Bibliográficas

http://www.irac-br.org.br/

Esse post foi publicado em Mecanismos de Ação dos Agroquímicos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s